TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom

Colunistas

Texto:
+
-
Milton Teixeira

Milton Teixeira -

Um Passeio pela História

Ameno Resedá

00:00 / 00:00

O professor Milton Teixeira fala sobre o Rancho Ameno Resedá e sua contribuição para a história do Carnaval no Rio

Outras Notícias

  • terça-feira,4 de fevereiro de 2020

    20h4

    Banda de Ipanema

    00:00 / 00:00

    O professor Milton Teixeira fala sobre a Banda de Ipanema, fundada no dia 2 de fevereiro de 1965. A cada ano, um homenageado ilustre é lembrado como exemplo de grande carioquice

  • sexta-feira,31 de janeiro de 2020

    20h54

    José do Patrocínio

    00:00 / 00:00

    O professor Milton Teixeira fala sobre José do Patrocínio, que faleceu no dia 29 de janeiro de 1905. Abolicionista e defensor da República, o jornalista era considerado um dos homens mais inteligentes do Império

    11h43

    Iemanjá e a Banda de Ipanema

    00:00 / 00:00

    O professor Milton Teixeira relembra dois acontecimentos marcantes do dia 2 de fevereiro: o Dia de Iemanjá e a Fundação da Banda de Ipanema, em 1965. Confira!

  • quinta-feira,30 de janeiro de 2020

    20h31

    Aparicio Torelly

    00:00 / 00:00

    O professor Milton Teixeira fala sobre o cômico brasileiro Aparicio Torelly, conhecido como Barão de Itararé

  • terça-feira,28 de janeiro de 2020

    13h26

    Ava Gardner

    00:00 / 00:00

    O professor Milton Teixeira fala sobre a conturbada passagem da atriz Ava Gardner pela cidade maravilhosa

  • sexta-feira,24 de janeiro de 2020

    20h4

    Abertura dos portos

    00:00 / 00:00

    O professor Milton Teixeira fala sobre a abertura do portos às Nações Amigas, decretada em 28 de janeiro de 1808. A carta régia é considerada o princípio da independência do Brasil, que deixava de ser comercialmente dependente de Portugal

    16h40

    Morte da cantora Maysa

    Na coluna desta sexta-feira (24), o professor Milton Teixeira fala sobre a morte da cantora Maysa, em 22 de janeiro de 1977.e também o incêndio no então Teatro São Pedro de Alcântara, hoje João Caetano, em 26 de janeiro de 1856