TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Deputados do RJ gastam R$ 85 mil com combustível em um mês - Editoriais - Band News FM

Poder Legislativo

Texto:
+
-

Deputados do RJ gastam R$ 85 mil com combustível em um mês

Levantamento da BandNewsFM aponta os parlamentares que tiveram mais gastos com gasolina e pedágios no mês de agosto

00:00 / 00:00

Este é o primeiro ano da verba de gabinete da Alerj (Foto: Tânia Rego/Agência Brasil)

Deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) gastaram quase R$ 85 mil apenas em gasolina, em agosto, com a verba de gabinete que cada parlamentar tem direito todos os meses. Além disso, tem político que paga mais de R$ 1.200 em pedágios.

Os valores desembolsados pelos 15 deputados que mais usaram a verba de gabinete com gasolina chamam a atenção no Portal da Transparência da Alerj. O deputado Anderson Alexandre, do Solidariedade, prestou contas de R$ 5.100 em combustíveis durante 30 dias e Jair Bittencourt, do PP, R$ 5.063.

Já Samuel Malafaia, do DEM, gastou R$ 4.700, Marcelo Cabeleireiro, do Democracia Cristã, disse que usou R$ 4.500 em gasolina e Doutor Serginho, do PSL, R$ 4.100 reais. Quando somados os meses de julho e agosto, Doutor Serginho supera R$ 9.300 reais com gastos de combustível.

Com a quantidade de gasolina que cada um deles usou para abastecer o carro, é possível ir do Norte ao Sul fluminense cerca de 12 vezes em um mês.

Os deputados Brazão, do MDB, e Alexandre Knoploch, do PSL, gastaram R$ 3.800 das verbas para os combustíveis. Danniel Librelon, do PRB, R$ 3.500, Rodrigo Amorim, do PSL, R$ 3.597 e Marcelo do Seu Dino, também do PSL, R$ 3.200.

O professor de direito administrativo da PUC Rio, Manoel Peixinho critica os gastos dos deputados e lembra que em estado de recuperação fiscal no Rio, a Alerj deveria dar exemplo.
Em agosto, o valor usado pelos parlamentares com pedágio também chamou a atenção. Gustavo Schmidt, do PSL pagou quase R$ 2 mil com o serviço usando a verba. Samuel Malafaia, do DEM e Tia Ju, do PRB, R$ 1.200.

O salário de cada um dos 70 parlamentares é R$ 25 mil. Cada político tem direito a R$ 26.800 de verba de gabinete. Na semana passada, a BandNews FM tinha mostrado que os membros da Alerj estavam gastando altos valores com combustíveis.

Os deputados não podem ultrapassar 20% de gastos com gasolina, segundo as normas da mesa diretora da casa, cerca de R$ 5.360. Os parlamentares apresentam notas fiscais dos gastos, em agosto. 2019 é o primeiro ano da verba de gabinete da Assembleia Legislativa do Rio.

Em nota, a assessoria do deputado Anderson Alexandre afirma que não há irregularidade nos gastos com combustível, já que o parlamentar tem base eleitoral em Silva Jardim, onde reside, município situado a mais de 100 km da Alerj.

A assessoria do deputado Jair Bittencourt também negou a existência de irregularidade e ressaltou que o parlamentar tem base eleitoral na Região Noroeste do estado, para onde viaja semanalmente.

Já a assessoria do deputado Sérgio Fernandes esclareceu que o valor utilizado está abaixo do permitido e teve como objetivo o exercício de suas atividades parlamentares. Informou, ainda, que todas as notas fiscais foram apresentadas individualizadas por abastecimento.

Em nota, a deputada Rosane Felix disse que utilizou a metade da verba de combustível determinada pela cota. Ainda de acordo com a política, como presidente da Comissão da Criança, Adolescente e Idoso da Alerj, ela e sua equipe tem percorrido o estado para realizar levantamento de todas as Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), já que não há dados atualizados sobre a questão e que por conta disso, gasto com combustível é compatível com o trabalho realizado pelo mandato.

O deputado Brazão relembrou que antes de ser parlamentar, foi e continua sendo empresário do ramo de combustível e que da verba disponibilizada, utilizou apenas R$ 6.381,92.

A BandNews FM aguarda respostas dos demais deputados citados na reportagem.

ALERJ-gasolina

NEWSLETTER
OU