TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Especialistas criticam construção de autódromo em Deodoro - Editoriais - Band News FM

Meio Ambiente

Texto:
+
-

Especialistas criticam construção de autódromo em Deodoro

A Prefeitura vai recorrer da decisão que suspende as obras

Por Daniella Dias, às 19:19 - 21/19/2019 | Atualizado em 20:57 - 21/57/2019

00:00 / 00:00

O projeto do novo autódromo prevê a obra no lugar da Floresta de Camboatá, em Deodoro (Foto: Divulgação | Prefeitura)

Especialistas ambientais discordam da decisão da Prefeitura de construir o autódromo do Rio, em Deodoro, na Zona Oeste da Capital Fluminense. Isso porque a construção, com quatro quilômetros e meio de pista destruiria uma área de 200 hectares da Floresta do Camboatá, o equivalente a cerca de 200 campos de futebol. A região possui espécies da fauna e da flora em extinção, como o jacarandá-da-bahia. 

O engenheiro florestal e integrante do SOS Floresta do Camboatá, Beto Mesquita, explica que a poucos metros da área ambiental, existe um espaço que poderia servir de alternativa para a construção do Autódromo. Na semana passada, a Justiça Federal determinou a suspensão temporária da contratação da concessionária que realizaria as obras, até que o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental seja apresentado, e a licença prévia da construção concedida.

Apesar disso, a Procuradoria-Geral do Município afirmou que vai recorrer da decisão nesta segunda-feira (22). De acordo com a legislação federal, o relatório deve ser elaborado antes do processo de contratação da empresa que realizará as obras. 

O especialista em Direito Ambiental Rogério Rocco explica que o trâmite é complexo já que a população também pode intervir na escolha da prefeitura. Em nota, a Rio MotorPark, empresa vencedora da licitação, informou que recebeu com estranheza o pedido liminar e que vai cumprir as determinações judiciais, já que, segundo a companhia, o estudo de impacto ambiental está sendo preparado.

NEWSLETTER
OU