TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Ex-presidente da Odebrecht admite cerca de R$ 94 milhões de propina a Cabral - Editoriais - Band News FM

Lava Jato

Texto:
+
-

Ex-presidente da Odebrecht admite cerca de R$ 94 milhões de propina a Cabral

Em depoimento, ele admitiu que o ex-governador levou 5% em todas as obras

Por Amanda Martins, às 15:23 - 04/12/2017 | Atualizado às 16:23 - 04/12/2017

O empresário acredita que a Odebrecht tenha pago 94 milhões de reais de propina a Cabral (Foto: Agência Brasil)

O ex-presidente da Odebrecht, Benedicto Barbosa Junior, afirmou que o ex-governador Sergio Cabral, recebia 5% de propina de todas as obras que a companhia participava, incluindo a reforma do Maracanã e do PAC das favelas.

O empresário acredita que a Odebrecht tenha pago 94 milhões de reais de propina a Cabral.

Benedicto afirma ainda que a reforma do Maracanã para a copa de 2014 causou um prejuízo de 112 milhões de reais para a Odebrecht.

Já o ex-acionista da Carioca Engenharia, Ricardo Pernambuco, disse que Cabral recebia da Carioca Engenharia uma mesada de 200 mil reais, o que segundo ele, pode ter chegado a um montante total de 30 milhões de reais.

As declarações foram dadas ao juiz federal, Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio.

Ainda prestam depoimento hoje, o dono da construtora Delta, Fernando Cavendish e o ex-presidente da Empresa de Obras Públicas do estado, Ícaro Moreno Júnior.

Eles são ouvidos no âmbito da operação Crossover, um desdobramento da Calicute e da Saqueador, que foca especificamente nos esquemas que fraudaram licitações da reforma do Maracanã para a Copa de 2014 e das obras do programa PAC-Favelas.

NEWSLETTER
OU