TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Ferj define data para retorno do Campeonato Carioca - Editoriais - Band News FM

Esporte

Texto:
+
-

Ferj define data para retorno do Campeonato Carioca

Fluminense e Botafogo afirmaram que vão recorrer à Justiça pelo direito de não jogar

Por Daniella Dias, às 09:44 - 16/06/2020 | Atualizado às 09:47 - 16/06/2020

A competição está paralisada desde o dia 16 de março (Foto: Sandro Schuh)

O arbitral da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro definiu as datas para o retorno do Campeonato Carioca, mas ainda depende da autorização da Prefeitura do Rio. A competição está paralisada desde o dia 16 de março.

No entanto, os resultados da reunião que teve início na tarde de segunda-feira (15) e só terminou na madrugada de terça (16), não agradaram a todos os clubes. Por isso, Fluminense e Botafogo afirmaram que vão recorrer à Justiça pelo direito de não jogar. Os clubes ainda não voltaram a treinar presencialmente desde o início da pandemia de Covid-19.

A Ferj ainda espera chegar a um consenso na continuação da reunião que acontece às 20h desta terça-feira.

De acordo com a sugestão de datas da reunião, a primeira partida aconteceria no dia 18 de junho entre Bangu e Flamengo. No dia 19 seria a vez de Portuguesa e Boavista. Já no dia 21, entrariam em campo Vasco contra Macaé e Madureira contra Resende. Enquanto no dia 22, as partidas seriam entre Fluminense e Volta Redonda e Botafogo e Cabofriense.

Na reunião, foram aprovados, ainda o atestado de saúde, a possibilidade de fazer 5 substituições com três paralisações na partida, a flexibilização para utilização de jogadores não profissionais e a revisão da inscrição de atletas para a Taça Rio. O destino de uma vaga na Copa do Brasil ainda será debatido.

Na última semana, o Ministério Público do Rio recomendou que o Campeonato Carioca só fosse retomado caso condições específicas fossem cumpridas. Os documentos foram encaminhados para o governador Wilson Witzel, o prefeito, Marcelo Crivella e para a FERJ.

O órgão considera, ainda, que um possível retorno do futebol pode incentivar a aglomeração de pessoas no entorno dos estádios e a quebra de regras de isolamento social para prevenção ao coronavírus.

NEWSLETTER
OU