TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Funcionários de hospital de Mesquita reclamam de atraso no pagamento de salários - Editoriais - Band News FM

Saúde

Texto:
+
-

Funcionários de hospital de Mesquita reclamam de atraso no pagamento de salários

O espaço era administrado pela organização social Gnosis, mas o contrato entre a empresa e o Governo do Estado venceu no início de julho

Por Gustavo Sleman, às 20:14 - 31/07/2020 | Atualizado às 20:41 - 31/07/2020

00:00 / 00:00

Médicos responsáveis por realizar exames de imagem foram dispensados sem aviso prévio (Foto: Divulgação)

Funcionários do Hospital Estadual da Mãe, na Baixada Fluminense, denunciam que estão com os salários atrasados. Ainda de acordo com a denúncia, os médicos responsáveis por realizar exames de imagem na unidade localizada em Mesquita foram dispensados sem nenhum tipo de aviso prévio ou pagamento.

O espaço era administrado pela organização social Gnosis, porém, o contrato entre a empresa e o Governo do Rio venceu no início de julho. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, isso estaria gerando um impasse para realizar o pagamento referente a este mês.

A pasta alega que um pagamento de R$ 4,5 milhões referente a junho foi feito no dia 3 e, portanto, os vencimentos deveriam ter realizados.

Porém, segundo uma profissional que trabalha no hospital e que pediu para ter a identidade preservada, a situação é bem diferente.

A Secretaria de Saúde informou que um contrato emergencial com OS Gnosis será assinado até a próxima semana. De acordo com a pasta, a medida liberaria, de forma antecipada, o repasse referente a agosto.

Em nota, o governo também esclareceu que um Termo de Ajuste de Contas está sendo preparado para quitar todos os débitos com as organizações sociais que continuaram administrando unidades de saúde do Estado após o vencimento dos contratos.

Procurada, a Gnosis não se manifestou sobre o assunto.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU