TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Inflação dos alimentos faz consumidores adaptarem cardápio familiar - Editoriais - Band News FM

Economia

Texto:
+
-

Inflação dos alimentos faz consumidores adaptarem cardápio familiar

Segundo o IBGE, entre janeiro e novembro de 2020, a alta foi de quase 16% para os produtos consumidos em casa

Por Jhade Marinho* e Pedro Dobal*, às 17:23 - 16/12/2020 | Atualizado às 21:27 - 16/12/2020

00:00 / 00:00

Para o economista Mauro Rochelin, a disparada nos preços é provocada pela alta do dólar (Foto: Agência Brasil)

A sensação de quem vai ao supermercado para fazer a compra do mês é de que os preços não param de subir. Apesar da inflação controlada abaixo dos 4% ao ano, o segmento de alimentação e bebidas tem registrado aumentos bem maiores nos preços. A professora Flávia Fernandes conta que precisou adaptar o cardápio familiar devido ao aumento nos preços.

Para o economista Mauro Rochelin, da Fundação Getúlio Vargas, a disparada nos preços é provocada pela alta do dólar, que torna a exportação dos produtos brasileiros mais lucrativa para os produtores. Assim, a oferta de alimentos para o mercado interno diminui e pressiona a inflação dos produtos.

Segundo o IBGE, entre janeiro e novembro de 2020, a alta nos preços dos alimentos foi de quase 16% para os produtos consumidos em casa. O óleo de soja, por exemplo, foi o alimento que mais subiu, com uma inflação de quase 90%. Em média, de acordo com consumidores, o óleo, antes da pandemia, era comprado a R$ 3,80 e já em setembro era encontrado a R$ 6,00.

*Estagiários sob supervisão de Carlos Briggs

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU