TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
IPCA tem alta de 0,26% em junho após dois meses seguidos de deflação - Editoriais - Band News FM

Economia

Texto:
+
-

IPCA tem alta de 0,26% em junho após dois meses seguidos de deflação

A taxa foi influenciada pelo aumento nos preços dos combustíveis

Por Andrezza Buzzani, às 18:06 - 10/07/2020 | Atualizado às 18:54 - 10/07/2020

00:00 / 00:00

Sete, dos nove grupos de produtos e serviços analisados, apresentaram alta no mês (Foto: Helena Pontes/Agência IBGE Notícias)

A prévia da inflação no país teve alta de 0,26% em junho, depois de dois meses seguidos de queda. A taxa foi influenciada pelo aumento nos preços dos combustíveis, em especial o da gasolina, que subiu 3,24%.

No ano, a inflação acumulada é de 0,10%. Já comparado aos últimos 12 meses, a alta é de 2,13%. Sete, dos nove grupos de produtos e serviços analisados, apresentaram alta no mês. O etanol, o gás veicular e o óleo diesel também registraram aumento, contribuindo para que os preços dos combustíveis subissem 3,37%, frente à baixa de 4,56% registrada em maio.

Isso fez com que o grupo dos transportes tivesse a segunda maior contribuição subindo 0,31%, depois de quatro meses consecutivos de queda. A maior baixa do grupo veio da queda nas passagens aéreas, que teve variação semelhante a observada em maio.

Já o grupo de alimentação e bebidas teve a maior contribuição no resultado do IPCA de junho. O segmento manteve a aceleração e registrou alta de 0,38% no mês de junho. Isso se deu principalmente, por causa da maior demanda em casa durante o isolamento social. As maiores influências foram as altas nos preços das carnes e do leite.

Gr-fico-IBGE-2020-7-10

Na análise por região, quatro das 16 áreas pesquisadas apresentaram deflação em junho. O menor índice foi para o município de São Luís, com queda 0,35% e o maior foi registrado na região metropolitana de Curitiba, com elevação de 0,80%.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU