Jovem morto com sinais de tortura foi vítima de homofobia, diz família - Editoriais - Band News FM
Plantão

Polícia

Texto:
+
-

Jovem morto com sinais de tortura foi vítima de homofobia, diz família

Os parentes também denunciam omissão da polícia

Os parentes do atendente de telemarketing Carlos Henrique da Silva Mendes, morto com sinais de tortura vão ser ouvidos às 15h, desta segunda-feira (19),

Familiares da vítima afirmam que se trata de um crime de homofobia e denunciam omissão da polícia. Testemunhas disseram ainda que Carlos Henrique desapareceu em 5 de junho e que no dia seguinte o carro dele foi encontrado numa comunidade de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

A mãe, Solange Marinho, chegou a afirmar ter procurado a polícia, mas teria sido informada de que os agentes só poderiam entrar na comunidade se houvesse uma grande operação. Por conta disso, a família começou a investigar o desaparecimento por conta própria.

Por Carlos Briggs, às 19/06/2017 - 09:02

NEWSLETTER
OU