TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Justiça decide prorrogar prisão de procurador suspeito de receber propina em obras da Linha 4 - Editoriais - Band News FM

Política

Texto:
+
-

Justiça decide prorrogar prisão de procurador suspeito de receber propina em obras da Linha 4

Medida acontece após MPF localizar documentos em nome de Renan Saad

Por Marcelo Silva, às 18:02 - 08/07/2019 | Atualizado em 18:03 - 08/07/2019

A Justiça Federal do Rio decidiu prorrogar a prisão do procurador do estado, Renan Saad, preso na semana passada, suspeito de receber propina para aprovar mudanças na obra da Linha 4 do Metrô.

O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos inquéritos da Lava Jato no Rio, aceitou um pedido do Ministério Público Federal. O MPF defende que as investigações empreendidas nessa última semana demonstram a necessidade de prorrogação da prisão temporária.

De acordo com o Ministério Público Federal, foram localizados documentos que indicam a existência de conta em nome de Renan Saad não declarada no exterior, bem como a possível negociação e venda de precatórios. Segundo informações obtidas pelo MPF, nessa conta o procurador escondia a quantia de mais de quatrocentos mil euros, o equivalente a R$ 1 milhão e setecentos mil.

Ainda de acordo com informações reveladas pela força-tarefa da Lava Jato no Rio, o procurador do Estado, recebeu pelo menos nove repasses da Odebrecht, entre 2010 e 2012, relacionados a obra da Linha 4 do Metrô.

O procurador foi preso em casa, em São Conrado, na Zona Sul, na última segunda-feira (1º).

NEWSLETTER
OU