TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de ataque à sede do Porta dos Fundos - Editoriais - Band News FM

Justiça

Texto:
+
-

Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de ataque à sede do Porta dos Fundos

Eduardo Fauzi é acusado de arremessar coquetéis molotov no prédio da produtora, após um filme de especial de Natal em dezembro de 2019

Por Julia Kallembach, às 07:50 - 22/09/2020 | Atualizado às 15:51 - 22/09/2020

00:00 / 00:00

Fauzi alegou que os humoristas eram 'intolerantes' (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

A Justiça do Rio decretou a prisão preventiva de Eduardo Fauzi, acusado de arremessar coquetéis molotov dentro do prédio da produtora Ponta dos Fundos, na Zona Sul do Rio. No entanto, o Tribunal de Justiça do Rio tem até o dia 30 deste mês para encaminhar um documento, traduzido para russo, pedindo a extradição de Fauzi. Se não for enviado até a data, ele pode ser solto.

De acordo com a acusação do Ministério Público do Rio, o empresário teria assumido, com a ação, o risco de matar o vigilante, que estava na portaria do edifício no momento do crime, no dia 24 de dezembro de 2019.

Para o MP, a vítima podia ser vista pelo lado de fora da produtora e só não morreu porque teve reação rápida.

De acordo com a decisão do juiz Alexandre Abrahão, o crime foi praticado por motivo fútil e há risco à garantia da ordem pública caso o acusado seja mantido em liberdade.

O processo de extradição de Eduardo Fauzi foi iniciado pela Policia Federal no dia 4 de setembro, quando ele foi preso pela Interpol em um aeroporto da Rússia. O empresário deixou o Brasil no dia 29 de dezembro e foi incluído na lista dos foragidos do país.

Na época do ataque à produtora, Fauzi alegou que os humoristas eram "intolerantes" por conta do especial de Natal do canal Porta dos Fundos, intitulado "A primeira tentação de Cristo", que retrata Jesus como homossexual.

NEWSLETTER
OU