TRANSPORTE
NO RIO

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Ruim
Avião Bom
Método de controle do Aedes aegypti deve ser ampliado no estado do Rio - Editoriais - Band News FM

Saúde

Texto:
+
-

Método de controle do Aedes aegypti deve ser ampliado no estado do Rio

O projeto utiliza mosquitos infectados pela bactéria Wolbachia para impedir a transmissão de dengue, zika e chikungunya

Por Francini Augusto, às 12:08 - 02/12/2019 | Atualizado às 13:11 - 02/12/2019

O método já é utilizado em bairros do Rio e de Niterói. (Foto: Agência Brasil)

O projeto que utiliza uma bactéria como aliada na diminuição dos casos de zika, dengue e chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, deve ser ampliado no estado do Rio.

A declaração foi dada pelo Secretário do Estado de Saúde, Edmar Santos, durante um evento em Niterói, que reuniu pesquisadores e o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta na região metropolitana nesta segunda-feira (2).

Estudos da Fiocruz comprovaram que, ao ser infectado com a bactéria Wolbachia, o mosquito não transmite as doenças, mesmo que o vírus esteja no organismo.

De acordo o secretário estadual, Edmar Santos, os bons resultados após testes podem levar a ampliação da estratégia no Rio.

O mosquito infectado é solto no município de Niterói há pelo menos 4 anos, sendo primeiro local do projeto piloto a região de Jurujuba. De acordo com o pesquisador da Fiocruz Luciano Moreira, durante os testes houve uma queda expressiva dos casos chikungunya, cerca de 75%.

Este ano, Niterói reduziu em 95% os casos das arboviroses, em relação ao mesmo período do ano passado.

Para o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, mesmo com estudos avançados e positivos em relação aos casos de zika, dengue e chikungunya, é preciso um envolvimento da população no combate.

Até o momento, a Wolbachia já é usado em 28 bairros do Rio de Janeiro e 33 de Niterói. O mesmo projeto, que além do Rio acontece em outros 3 estados do país, está programado para acontecer no próximo ano em Fortaleza/CE, Foz do Iguaçu/PR e Manaus/AM.

NEWSLETTER
OU