TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
MP questiona antecipação do pagamento de gratuidades para empresas de ônibus de Niterói - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

MP questiona antecipação do pagamento de gratuidades para empresas de ônibus de Niterói

Os promotores questionam uma lei, encaminhada pelo prefeito Rodrigo Neves, que prevê o repasse adiantado do valor mensal dos benefícios

Por Jéssica Santos*, às 20:06 - 28/05/2020 | Atualizado às 21:02 - 28/05/2020

00:00 / 00:00

O Ministério Público do Rio quer saber por que a prefeitura de Niterói realizou antecipações de gratuidades para empresas de ônibus.

Os promotores questionam uma lei, encaminhada pelo prefeito Rodrigo Neves, que prevê que o valor mensal dos benefícios antecipados aos empresários do setor é calculado com base no valor médio das concessões dos meses de abril e maio de 2019. O MP questiona a metodologia de cálculo, já que considerou um cenário anterior às restrições provocadas pela pandemia do coronavírus.

O órgão ressaltou ainda que nesse período de quarentena, com restrições de circulação, aulas suspensas, sendo idosos grupo de risco e com indicação de isolamento, existem indícios de que as gratuidades não são utilizadas pelos beneficiários na mesma proporção das concessões repassadas.

O inquérito foi instaurado a partir da notícia encaminhada pela bancada do PSOL de Niterói apontando ainda irregularidades no processo legislativo que aprovou a lei.

A Prefeitura de Niterói informou que a medida não trata de apoio direto, subsídio ou qualquer pagamento a fundo perdido e que ainda não houve antecipação de desembolso. Caso aconteça, o município esclareceu que o valor será descontado posteriormente, com juros calculados com base na taxa Selic.

Nota da Prefeitura de Niterói:

"A Secretaria Municipal de Urbanismo e Mobilidade esclarece que a Lei 3.492, aprovada pelo Legislativo municipal, integra as medidas de apoio as empresas de Niterói, como o programa Empresa Cidadã – que já beneficiou mais de 2.500 estabelecimentos com apoio direto no pagamento da folha de funcionários, desde que mantidos os empregos; a Lei 3.477 de apoio a 7 mil Microempreendedores Individuais (MEIs); e o programa Escola Parceira, também disposto na Lei 3.492, que apoia as escolas particulares com contrapartida de bolsas para crianças de 2 a 3 anos na Educação Infantil não obrigatória e manutenção de empregos por seis meses de profissionais de Educação. 

No caso do setor de Transportes, a medida não trata de apoio direto, subsídio ou qualquer pagamento a fundo perdido. Trata da possibilidade de antecipação de desembolso que será devidamente descontado, com juros calculados com base na taxa Selic, com a contrapartida de manutenção de empregos em caso de adesão das empresas. 

Cumpre esclarecer que ainda não foi efetivada nenhuma operação ou desembolso. E que, caso seja feito, tudo estará disponível no Portal de Transparência da Prefeitura de Niterói."

NEWSLETTER
OU