TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
MP se manifesta contrário a pedido para que Paulo Melo possa deixar prisão para trabalhar - Editoriais - Band News FM

Lava Jato

Texto:
+
-

MP se manifesta contrário a pedido para que Paulo Melo possa deixar prisão para trabalhar

O ex-deputado progrediu para o regime semiaberto, em dezembro

Por Victor de Castro, às 11:25 - 14/02/2020 | Atualizado às 17:22 - 14/02/2020

O MP afirma que o ofertante do emprego não deveria apresentar nenhum vínculo com o réu (Foto: Agência Brasil)

O Ministério Público do Rio se manifestou contrário a um pedido da defesa do ex-deputado Paulo Melo para que ele deixe a prisão para trabalhar. Ele cumpriu os critérios para progredir para o regime semiaberto, em dezembro.

Em fevereiro, o ex-deputado entrou com um requerimento de trabalho extramuros, afirmando ter recebido uma proposta de emprego. No entanto, a oferta era da empresa de João Pedro Proetti Esteves, filho da advogada de Paulo Mello, Patricia Proetti Esteves.

No parecer, o promotor André Guilherme Freitas afirma que o ofertante do emprego não deveria apresentar nenhum vínculo com o réu.

O juiz Rafael Estrela, da Vara de Execuções Penais, pediu esclarecimentos a defesa de Paulo Melo antes de tomar uma decisão.

A advogada do ex-deputado afirmou, em nota, que tudo estava devidamente exposto tanto no pedido quanto no laudo da fiscalização. A defesa ainda afirmou que já protocolou uma petição com esclarecimentos.

Condenado em 2017, Melo já cumpriu um sexto da pena. Ele foi transferido de Bangu 8 para a Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói.

NEWSLETTER
OU