TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Museu da República recebe mais de 200 peças de religiões de matriz afro-brasileira - Editoriais - Band News FM

Cultura

Texto:
+
-

Museu da República recebe mais de 200 peças de religiões de matriz afro-brasileira

O acervo, apreendido em terreiros de candomblé e umbanda entre 1889 e 1945, estava sob a posse da Polícia Civil

Por Francini Augusto, às 12:10 - 22/09/2020 | Atualizado às 19:50 - 22/09/2020

00:00 / 00:00

A cerimônia de devolução aconteceu nesta segunda-feira (21) (Foto: Divulgação/MPF)

O acervo com mais de 200 peças de religiões de matriz afro-brasileira que estava com a Polícia Civil agora compõe o Museu da República, no Catete, Zona Sul do Rio.

As peças foram apreendidas em terreiros de candomblé e umbanda por autoridades policiais entre 1889 e 1945, quando o Código Penal Brasileiro legitimava a intolerância religiosa.

A cerimônia de devolução aconteceu nesta segunda-feira (21) depois de quase 3 anos de negociações entre o movimento "Liberte Nosso Sagrado" e a Polícia Civil, mediadas pelo Ministério Público Federal.

Para praticantes das religiões de matriz africana, como a mãe de santo Heloisa Helena Costa Berto, a Luizinha de Nanã, ter a história devolvida é um muito importante.

A Polícia Civil do Rio é a primeira do Brasil a devolver acervos desse tipo. Entre os itens estão instrumentos musicais, peças usadas nos rituais religiosos e imagens.

A diretora do Museu da Polícia Civil, Gisele Vilarinho, explica o motivo de o acervo permanecer com a corporação por tantos anos.

De acordo com o MPF, a entrega do acervo representa um passo importante na reparação e a partir de agora é necessário garantir uma gestão compartilhada pelas comunidades e a concretização de uma exposição permanente das peças.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU