TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Operação Fiat Lux: MPF recorre da decisão que revogou mandados de prisão - Editoriais - Band News FM

Justiça

Texto:
+
-

Operação Fiat Lux: MPF recorre da decisão que revogou mandados de prisão

A investigação apura a prática de corrupção e lavagem de dinheiro em contratos da Eletronuclear

Por Maurício Bastos, às 18:51 - 30/06/2020 | Atualizado às 18:51 - 30/06/2020

O Ministério Público Federal recorreu da decisão da Justiça Federal que revogou os mandados de prisão contra 12 alvos da Operação Fiat Lux. A investigação apura a prática de corrupção e lavagem de dinheiro em contratos da Eletronuclear.

Na última quinta-feira (25), a pedido da Força-tarefa da operação Lava Jato no Rio, os agentes prenderam seis pessoas no Rio, em São Paulo e Brasília. No mesmo dia, os alvos tiveram a soltura determinada pelo desembargador Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da Segunda Região.

Segundo os procuradores, a liberdade dos investigados favorece a articulação do grupo para encobrir os delitos. As prisões temporárias foram revogadas a partir de um habeas corpus em nome de Ana Cristina Toniolo, uma das investigadas pela operação.

Ela foi condenada a 14 anos e dez meses de prisão a partir da denúncia da Operação Radioatividade, que apurou crimes ligados à Eletronuclear, estatal presidida à época pelo pai dela, Othon Luiz Pinheiro da Silva.

Segundo o Ministério Público Federal, a prática de lavagem de dinheiro por parte de Ana Toniolo continuou mesmo após a condenação, em 2016. Para os procuradores, a conduta dela e dos demais alvos da Operação Fiat Lux torna provável que, soltos, busquem se organizar para a prática de novos crimes.

NEWSLETTER
OU