TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Pandemia foi responsável por 40% dos fechamentos de empresas no Brasil - Editoriais - Band News FM

Economia

Texto:
+
-

Pandemia foi responsável por 40% dos fechamentos de empresas no Brasil

Os dados, referentes à primeira quinzena de junho, foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira (16)

Por Andrezza Buzzani, às 18:31 - 16/07/2020 | Atualizado às 18:33 - 16/07/2020

00:00 / 00:00

Quase 523 mil negócios fecharam em função da pandemia (Foto: Agência Brasil)

Quase 40% das empresas que fecharam no Brasil durante a primeira quinzena de junho pararam as atividades por causa da pandemia. Os resultados são da pesquisa Pulso Empresa, divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira (16).

Quase a totalidade desse grupo era de empreendimentos de pequeno porte, com até 49 empregados.

Durante o período analisado, um 1,3 milhão de negócios paralisaram de forma temporária ou definitiva. Quase 523 mil fecharam em função da pandemia.

Segundo o coordenador da pesquisa, Flávio Magheli, o maior impacto foi sobre o setor de Serviços.

Felipe Trotta é proprietário do Baródromo, um bar temático do carnaval carioca localizado na Lapa, no Centro do Rio. No primeiro mês da pandemia, ele tentou administrar as despesas, mas não conseguiu negociar o aluguel. Felipe diz que, por isso, acabou tendo que fechar as portas.

Entre as empresas em funcionamento, 70% disseram que a pandemia teve impacto negativo, enquanto cerca de 16% declararam que o efeito foi pequeno ou inexistente.

Sete em cada dez empresas em atividade sentiram a queda nas vendas na primeira quinzena de junho em relação a março. Ainda assim, 10,6% afirmaram aumento nas vendas com a pandemia.

Os impactos também atingiram a produção. A dificuldade de fabricar produtos ou atender clientes chegou a 73% das companhias.

Em relação ao quadro de funcionários, pouco mais de seis em cada dez mantiveram o número de empregados em comparação ao início de março. Além disso, nove em cada dez fizeram campanhas de prevenção e adotaram medidas extras de higiene.

O levantamento também estima que 1,2 milhão de empresas em funcionamento adiaram o pagamento de impostos desde início de março. Ao mesmo tempo, mais da metade desse grupo considerou ter recebido apoio do governo para isso.

O estudo mostra, ainda, que aproximadamente 13% das empresas conseguiram crédito emergencial para pagar a folha salarial.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU