TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Passagem de trem é bloqueada em protesto pelo prefeito de Mangaratiba - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

Passagem de trem é bloqueada em protesto pelo prefeito de Mangaratiba

O ato foi feito para chamar a atenção da companhia Vale que, segundo o município, deve mais de R$ 400 milhões à cidade

Por Jéssica Santos*, às 16:33 - 29/05/2020 | Atualizado às 14:16 - 01/06/2020

00:00 / 00:00

Segundo a Prefeitura, a dívida com o município é de sete anos (Foto: Divulgação/Prefeitura de Mangaratiba)

O prefeito de Mangaratiba, Alan Bombeiro, bloqueou a passagem de um trem da empresa Vale com o próprio carro. O ato foi um protesto para chamar a atenção da companhia que, segundo o município, deve mais de R$ 400 milhões à cidade da Costa Verde Fluminense, há sete anos.

De acordo com a Prefeitura, o valor da dívida é referente à sonegação do pagamento de imposto sobre serviços nas operações de transbordo de minério. Além disso, a empresa possui cerca de dois processos na Secretaria de Meio Ambiente, com multas no valor de mais de R$ 50 milhões, por dano ambiental e prejuízo a saúde de moradores.

Procurada, a Vale alegou que aguarda definição judicial em relação ao ISS e que as multas ambientais impostas pelo município se encontram atualmente suspensas por decisão liminar. Já a MRS Logística, que opera o trecho onde aconteceu a ação, disse que repudia qualquer manifestação que interfira no direito de terceiros, já que a ferrovia atende, além da mineradora, mais de 200 clientes vários segmentos. A MRS esclareceu ainda que não possui dívida pendente com o município de Mangaratiba.

Whats-App-Image-2020-05-29-at-16-08-52

O prefeito de Mangaratiba Alan Bombeiro faz duras críticas à Vale.

*Estagiária sob supervisão de Isabele Rangel

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

CONFIRA AS NOTAS NA ÍNTEGRA

VALE:

A Vale esclarece que recolhe regularmente todos os tributos incidentes em sua operação. Em relação ao Imposto Sobre o Serviço (ISS), arbitrado pelo município de Mangaratiba, a empresa aguarda definição judicial.

A empresa também investe continuamente para aprimorar seus controles ambientais. As multas ambientais impostas pelo município encontram-se atualmente suspensas por decisão liminar.

MRS LOGÍSTICA:

A MRS respeita o direito que os cidadãos têm em se manifestar. No entanto, a empresa repudia qualquer manifestação que interfira no direito de terceiros. A ferrovia em questão não é operada pela Vale, mas sim pela MRS Logística que atende, além da mineradora, a mais de 200 clientes de vários segmentos.

Ressaltamos que a presença de pessoas na faixa de domínio da ferrovia além de crime, é proibida e extremamente perigosa. Temos, neste momento, equipes em campo para garantirmos a segurança das pessoas e estamos tomando as medidas judiciais cabíveis para garantirmos a manutenção da operação ferroviária, serviço público essencial, que não pode parar.

Com relação à citação do prefeito à suposta poluição do ar causada pela passagem dos nossos trens, informamos que monitoramos a qualidade do ar na região e o resultado desses monitoramentos é positivo. Os parâmetros de qualidade do ar estão sendo atendidos de forma plena.

Apesar de muitos dos nossos vagões trafegarem sem cobertura, contamos com o aspersor de polímeros em 100% dos vagões que trafegam pelo município. O equipamento impede a dispersão, em grandes volumes, de partículas de minério para a atmosfera, garantindo assim, a qualidade do ar na região.

NEWSLETTER
OU