TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Pesquisa aponta que cariocas de alta renda passam a fazer mais doações após isolamento social - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

Pesquisa aponta que cariocas de alta renda passam a fazer mais doações após isolamento social

O levantamento feito pela ESPM do Rio aponta também que o dinheiro em espécie é a forma preferida das doações

Por Francini Augusto, às 10:29 - 16/07/2020 | Atualizado às 14:25 - 16/07/2020

00:00 / 00:00

O estudo do cRio ESPM foi realizado de forma on-line (Foto: Reprodução)

Os cariocas são solidários. É o que mostra uma pesquisa da ESPM do Rio, a Escola Superior de Propaganda e Marketing, com 200 moradores da capital fluminense. Mais de 60% dos participantes revelaram ter aumentado o volume de doações após o início do isolamento social.

O comerciante Max William Souza é um dos que no período de distanciamento arregaçou as mangas e se reuniu com outras pessoas para ajudar.

De acordo com o levantamento, que teve 75% de respostas das mulheres, metade dos entrevistados já fazia doações esporádicas antes da crise, sendo que 32% deles já mantinham um compromisso mensal de ajudar pessoas ou instituições.

Outro detalhe da pesquisa é que pessoas com renda acima de 15 salários mínimos mensais passaram a doar mais após a pandemia.

Segundo Karine Karam, pesquisadora do cRio ESPM, o dinheiro em espécie é a forma preferida das doações atingindo 93% do público.

O estudo do cRio ESPM foi realizado de forma on-line, entre 29 de junho e 5 de julho, e mostra ainda que 3% dos entrevistados reduziu a ajuda por falta de confiança nas instituições.

Depois do dinheiro, as roupas registraram 53% das doações seguidas de alimentos com 43% e cestas básicas com 21%.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU