TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Polícia Civil vai reconstituir a cena da morte de João Pedro, em São Gonçalo - Editoriais - Band News FM

Polícia

Texto:
+
-

Polícia Civil vai reconstituir a cena da morte de João Pedro, em São Gonçalo

A reprodução simulada está agendada para o dia 9 de junho, após o fim das oitivas e laudos periciais

Por Daniella Dias, às 10:27 - 03/06/2020 | Atualizado às 17:34 - 03/06/2020

00:00 / 00:00

O adolescente foi atingido por um tiro de fuzil no peito, no dia 18 de maio (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil vai realizar, no dia 9 de junho, uma reconstituição para ajudar a elucidar as circunstâncias da morte de João Pedro Mattos, de 14 anos.

De acordo com o órgão, o celular de João Pedro Matos, de 14 anos, também será devolvido para a família. O aparelho foi apreendido no dia 18 de maio, após a operação policial no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo que culminou na morte do adolescente que estava dentro de casa.

A mãe, Rafaela Mattos, afirma que não pretende comparecer à reprodução simulada.

A reprodução simulada acontece após o fim das oitivas e laudos periciais. Nesta quarta-feira (3), o pai Neilton Pinto e um primo de João prestam depoimento por videoconferência.

Rafaella Matos afirma que a única pessoa do governo federal que procurou a família foi a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.

De acordo com a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, no dia do crime, após a realização da perícia, explosivos que estavam na casa de João Pedro foram transportados por agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais à delegacia e apreendidos posteriormente.

No entanto, a operação que culminou na morte de João Pedro foi realizada pela Polícia Federal e, justamente pela CORE, ou seja, a especializada envolvida no crime teve acesso às provas que fazem parte da investigação.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU