TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Sequestro na Ponte causa impactos em diferentes regiões do Rio - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

Sequestro na Ponte causa impactos em diferentes regiões do Rio

Moradores dos municípios de Niterói, São Gonçalo e Maricá enfrentaram dificuldades para chegar ao trabalho

Por Marcelo Silva, às 17:50 - 20/08/2019

00:00 / 00:00

Na Ponte a circulação de veículos foi suspensa durante 5 horas (Foto: Reprodução | Ouvintes BandNews - Whatsapp)

O motorista Carlos Renato Pereira foi um dos 39 reféns do sequestrador William Augusto da Silva, de 20 anos que foi morto por disparos de um sniper. Segundo ele, o desejo do criminoso era parar o Rio de Janeiro. A ação policial na principal ligação entre a Região Metropolitana e a Capital Fluminense modificou o cotidiano de cinco cidades do estado. 

Para especialistas em mobilidade urbana, as cinco horas de fechamento da ponte podem representar a necessidade de outras alternativas de acesso ao Rio. Moradores dos municípios de Niterói, São Gonçalo, Maricá, Itaboraí e Magé enfrentaram dificuldades para chegar ao trabalho na manhã desta terça-feira (20). 

Para a Engenheira de Transportes da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Eva Vider, uma boa solução para desafogar o trânsito na ponte, seria a criação de outras linhas das barcas, ligando o Rio à Região Metropolitana. 

Na Secretaria de Estado de Transportes existe um projeto que projeto que prevê a criação de novas linhas das barcas, como a ligação entre São Gonçalo e a Praça 15, no Centro da capital. 

O volume do congestionamento na cidade do Rio de Janeiro chegou aos 81 quilômetros. Os reflexos da ação foram sentidos até mesmo na Baixada Fluminense, devido ao aumento do fluxo de veículos no município de Magé, rota alternativa para quem fugia do congestionamento na ponte, para chegar ao Rio. 

O taxista Fernando conta sobre o congestionamento na BR 493, eixo de ligação entre a Região Metropolitana à Baixada Fluminense, para os motoristas que seguiam para o Rio de Janeiro. 

Em Maricá, a operação da empresa que leva os moradores da cidade para o Rio de Janeiro foi suspensa durante duas horas por causa do fechamento da ponte. Já no município de São Gonçalo, pelo menos cinco médicos do principal pronto socorro da cidade, na Praça Zé Garoto, não conseguiram chegar no horário para a troca de plantão. 

Segundo a prefeitura, os profissionais do plantão anterior seguiram atendendo até a chegada dos colegas. Ainda de acordo com o município, a situação só foi normalizada por volta das 10h30. 

NEWSLETTER
OU