TRANSPORTE
NO RIO

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Ruim
Avião Bom
Trânsito mata mais de 1,3 milhão de pessoas todos os anos, diz ONU - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

Trânsito mata mais de 1,3 milhão de pessoas todos os anos, diz ONU

No Brasil, cerca de 400 mil pessoas morreram, nos últimos 10 anos, em função de acidentes de trânsito em rodovias federais

Por Andrezza Buzzani, às 17:32 - 17/11/2019 | Atualizado às 20:31 - 17/11/2019

00:00 / 00:00

Os acidentes de trânsito são responsáveis por mais de 1 milhão e trezentas mil mortes por ano em todo o mundo. Os dados são da Organização das Nações Unidas, que neste domingo (17), chamou a atenção para o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trânsito.

Só no Brasil, cerca de 400 mil pessoas morreram, nos últimos 10 anos, em função de acidentes de trânsito em rodovias federais. O número de feridos já chega aos 4 milhões.

Os cálculos e projeções são do programa SOS Estradas, que visa reduzir os acidentes e aumentar a segurança nas vias. O estudo foi feito com base nos dados da Polícia Rodoviária Federal.

No primeiro trimestre de 2019, foi registrada uma queda de 21% no número de acidentes nas rodovias federais, sendo contabilizadas 90 mortes a menos que no mesmo período de 2018.

No entanto, entre os meses de abril e julho deste ano, foi observado um crescimento de 5%.

De acordo com o coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto, essa é a primeira vez, desde 2011, que ocorre um aumento de acidentes em estradas. O especialista avalia alguns fatores que podem ter influência nos números obtidos.

Os acidentes de trânsito deixam vítimas não apenas nas estradas, mas também em vias urbanas. Após perder o filho em um acidente de carro na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, o engenheiro Fernando Diniz, fundou a associação Trânsito Amigo, que hoje reúne parentes, amigos e vítimas de trânsito.

Para ele, a data, comemorada em todo o terceiro domingo de novembro, reforça a importância da conscientização sobre o trânsito seguro que deve ser lembrada todos os dias do ano.

O SOS Estradas aponta ainda que se houver queda de 10% nos registros nos próximos 10 anos, cerca de R$ 1 trilhão deixaria de ser gasto.

 

NEWSLETTER
OU