TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Witzel afirma que afastamento foi baseado em investigações com interferência de Bolsonaro - Editoriais - Band News FM

Política

Texto:
+
-

Witzel afirma que afastamento foi baseado em investigações com interferência de Bolsonaro

A declaração aconteceu durante entrevista à Rádio Bandeirantes nesta quarta-feira (7)

Por Amanda Martins, às 15:58 - 07/10/2020 | Atualizado às 16:08 - 07/10/2020

00:00 / 00:00

Wilson Witzel foi afastado por possíveis desvios na Saúde durante a pandemia (Foto: Reprodução/Rádio Bandeirantes)

O governador afastado Wilson Witzel acusa o presidente Jair Bolsonaro de interferir nas investigações do Ministério Público Federal que basearam a decisão do Superior Tribunal de Justiça de afastá-lo do cargo. A declaração foi dada durante entrevista à Rádio Bandeirantes, nesta quarta-feira (7).

A denúncia do MPF aponta desvios na Saúde durante a pandemia da Covid-19. A operação Placebo, em maio deste ano, prendeu Edmar Santos que era secretário estadual de Saúde e cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados a Witzel.

Quando se referiu às comparações do órgão entre ele e o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, Witzel disse que o MPF criou versões que não existem e chamou os mandados de busca e apreensão contra ele de midiáticos.

Durante a entrevista, Witzel foi questionado se quando ele ainda era aliado político do Presidente da República, houve algum pedido de interferência em investigações que envolvessem a família Bolsonaro. Witzel mencionou uma conversa que teve com Jair Bolsonaro em Brasília no ano passado.

Mesmo afastado do cargo, Witzel segue recebendo salário. Com os descontos, o valor depositado este mês foi de cerca de R$ 14,6 mil. A comissão mista que analisa o processo de impeachment aguarda a apresentação da defesa do ex-juiz federal. Depois disso, o relator Waldeck Carneiro, do PT, emite o parecer sobre a instauração ou não do processo. O grupo formado por cinco desembargadores e cinco deputados estaduais tem até o dia 5 de fevereiro para dar o parecer final sobre o afastamento definitivo de Witzel do Governo do Estado.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

ASSISTA À ENTREVISTA NA ÍNTEGRA

NEWSLETTER
OU