TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Witzel altera prazo de pagamento de ICMS para empresas que realizarem eventos no estado - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

Witzel altera prazo de pagamento de ICMS para empresas que realizarem eventos no estado

A primeira beneficiada com a medida será a 32ª Super Rio Expofood, que acontece em março

Por Michael Verissimo, às 16:02 - 14/02/2020 | Atualizado às 16:04 - 14/02/2020

00:00 / 00:00

A assinatura do decreto foi realizada no Palácio Guanabara, nesta sexta-feira (14) (Foto: Michael Verissimo)

A partir de agora, empresas que trouxeram eventos e feiras comerciais para serem realizados no Rio terão até 45 dias pagar o ICMS. A proposição foi decretada pelo governador Wilson Witzel. Antes, as companhias tinham de pagar por tudo que era levado para as ocasiões.

A primeira beneficiada com a medida será a 32ª Super Rio Expofood, que acontece de 16 a 18 de março. O evento é considerado o melhor trade show da América Latina e reúne os principais líderes do setor de alimentos do Brasil.

Na abertura do discurso sobre a medida, uma declaração de Witzel deixou convidados desconfortáveis.

O governador se referiu ao secretário estadual de Fazenda, Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho, como "bambi de São Paulo", pois o chefe da pasta é torcedor do Tricolor Paulista.

“Nosso time não é totalmente rubro-negro, mas é um time do mesmo nível e da mesma qualidade da nossa nação rubro-negra. Tem uns infiltrados aí, mas o cara é bambi lá de São Paulo. Pelo amor de Deus... Tenho um irmão são-paulino. Então, está tudo certo”, afirmou.

Bambi é a forma preconceituosa com a qual rivais do São Paulo chamam os torcedores do time. A alusão, de cunho homofóbico, remete ao filme de mesmo nome produzido pela Disney, em 1942, que conta a história de um filhote de cervo na floresta.

Perguntado sobre a declaração do governador, o secretário desconversou. "Eu sou torcedor do São Paulo Futebol Clube, meu clube do coração, várias vezes campeão mundial e que anda meio em baixa. Ele vai voltar. Quem sabe o São Paulo não ganha a Libertadores aqui no Maracanã e coroa a festa. É uma oportunidade", afirma o secretário de Fazenda.

Witzel saiu do encontro sem falar com a imprensa. Questionado, o Palácio Guanabara ainda não se pronunciou.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU