TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
De Niterói para palcos, cinemas e televisões de todo o Brasil: veja a trajetória de Paulo Gustavo - Editoriais - Band News FM

Coronavírus

Texto:
+
-

De Niterói para palcos, cinemas e televisões de todo o Brasil: veja a trajetória de Paulo Gustavo

O humorista não resistiu às complicações da Covid-19 e morreu na noite nesta terça-feira (4)

Por Julia Kallembach, às 01:42 - 05/05/2021

00:00 / 00:00

A Dona Hermínia foi construída como uma paródia da própria mãe (Foto: Reprodução/Redes sociais)

"O sorriso está tapado, tem que ficar tapado, mas ele existe. O sorriso não vai deixar de existir. A gente não vai deixar de sorrir, não vai deixar de ter esperança."

Foram essas as palavras usadas pelo ator Paulo Gustavo para lidar com um ano de pandemia e com a doença que tirou sua vida aos 42 anos.

O humorista não resistiu às complicações da Covid-19 e morreu na noite desta terça-feira (4).

Com uma carreira de muito sucesso e risadas, Paulo Gustavo foi de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, para os palcos, salas de cinema e televisões de todo o Brasil.

paulo2

A Dona HermInia, que arrancou gargalhadas de milhões de brasileiros, foi construída como uma paródia da própria mãe, Déa Lúcia. Em entrevista à TV Globo, Paulo disse que no início, nem ela acreditava no sucesso da personagem.

Do sucesso no teatro, surgiu o desafio de fazer TV.

No cinema, com o filme Minha Mãe é uma Peça 3, arrecadou mais de R$ 143 milhões e levou à telona mais de 11,6 milhões de espectadores.

Paulo-e-Thales

Assumidamente homossexual, casou-se em 2015 com o médico Thales Bretas.

Em 2019, aos 40 anos, realizou o sonho de ser pai com o nascimento, nos Estados Unidos, dos filhos Romeu e Gael, frutos de barrigas de aluguel diferentes.

paulo-e-filhos

Isolado com a família na região Serrana do Rio desde o início da pandemia, Paulo Gustavo foi internado, por precaução, no dia 13 de março após testar positivo para o coronavírus.

Entre os fãs, a preocupação se transformou em uma corrente de solidariedade.

Com o agravamento da doença, Paulo Gustavo precisou ser intubado, fez uso de pulmões artificiais, mas depois de inumeras complicações, não resistiu.

Aos 42 anos, o mestre do riso, da irreverência e da alegria deixa a certeza de que o choro não combina com ele.

Paulo Gustavo deixa marido, dois filhos e uma legião de fãs.

VEJA MAIS:

HUMORISTA PAULO GUSTAVO MORRE AOS 42 ANOS POR COMPLICAÇÕES DA COVID-19

COLEGAS E FÃS LAMENTAM MORTE DE PAULO GUSTAVO

NEWSLETTER
OU