TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Delegacia de Defraudações investiga venda do "passaporte da vacina" por R$ 500 em bitcoins - Editoriais - Band News FM

Polícia

Texto:
+
-

Delegacia de Defraudações investiga venda do "passaporte da vacina" por R$ 500 em bitcoins

O documento adulterado é oferecido em grupos de mensagens antivacina

Por Clara Nery, às 19:42 - 13/10/2021

O esquema é usado por pessoas que se negam a tomar imunizante contra Covid-19 (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A Delegacia de Defraudações investiga a venda do "passaporte da vacina" por R$ 500 em bitcoins. O documento adulterado é oferecido em grupos de mensagens antivacina.

O esquema é usado por pessoas que se negam a tomar imunizante contra Covid-19 e querem fraudar regras sanitárias na capital fluminense.

As investigações apontam que os responsáveis por esses anúncios só aceitam os pagamentos de forma antecipada e através de moedas virtuais para dificultar a identificação de quem está por trás do esquema.

A promessa é que o documento falso seja um arquivo PDF imitando o documento emitido pelo aplicativo ConectSUS, do Governo Federal.

O delegado Allan Luxardo conta que as investigações foram iniciadas.

Em setembro, o FortiGuard Labs, laboratório de pesquisa de ameaças da Fortinet, divulgou um alerta sobre o crescente número de tentativas da venda de certificados falsos de vacinação.

O laboratório detectou um e-mail de spam que além de oferecer o certificado falso, também emite um registro no banco de dados internacional de vacinas.

Pela imagem do anúncio que a Band teve acesso, é possível ver a oferta do passaporte através do pagamento de US$ 149,95, o equivalente a R$ 799, em bitcoins.

NEWSLETTER
OU