TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Em meio a expectativa para 2022, edições de 1991, 2001 e 2011 do Rock In Rio fazem aniversário sendo símbolos de esperança - Editoriais - Band News FM

Rock in Rio

Texto:
+
-

Em meio a expectativa para 2022, edições de 1991, 2001 e 2011 do Rock In Rio fazem aniversário sendo símbolos de esperança

Anunciada para 2021, a nova edição do Rock in Rio acabou tendo que ser adiada para o ano que vem por causa da crise sanitária. A expectativa, porém, é enorme em apenas 90 minutos os ingressos se esgotaram

Por Gustavo Sleman, às 17:26 - 23/09/2021

00:00 / 00:00

Em 2011, o evento era realizado às pressas após dez anos longe da capital fluminense (Foto: Divulgação)

Por um mundo melhor. Com a pandemia de Covid-19, a principal premissa do Rock in Rio nunca foi tão atual. O evento se torna símbolo de esperança em meio a um cenário desafiador, e não é a primeira vez...

Anunciada para 2021, a nova edição do Rock in Rio acabou tendo que ser adiada para o ano que vem por causa da crise sanitária. A expectativa, porém, é enorme... em apenas 90 minutos os ingressos se esgotaram. Um relógio instalado na orla de Copacabana marca a contagem regressiva para o início do festival, em setembro do ano que vem.

A abertura de cada década, por sinal, traz uma mística ao Rock in Rio. Em 2011, o evento era realizado às pressas após dez anos longe da capital fluminense. Inicialmente, o Rock in Rio seria em 2014, para coincidir com a abertura da Copa do Mundo do Brasil. 

Para muitos, além da nostalgia, os shows representavam perseverança e resiliência em um ano marcado pela tragédia na Região Serrana com milhares de mortos pelas chuvas e a morte de alunos em um ataque em uma escola de Realengo. Os 700 mil ingressos se esgotaram em quatro dias.

Para poder receber tantos fãs, uma nova Cidade do Rock foi erguida, no local que mais tarde viria a ser conhecido como Parque dos Atletas, na Zona Oeste.  Três palcos foram utilizados: o Mundo, para atrações principais; o Sunset para secundárias e colaborações; e um voltado para música eletrônica. A novidade ficou por conta da estreia da Rock Street, espaço inspirado nas ruas de Nova Orleans e que privilegiou outros estilos, como blues e jazz.

Durante sete dias de evento, se apresentaram nomes como Elton John, Katy Perry, Guns N' Roses, Motorhead, Metallica, Shakira e Steve Wonder. O Matanza se apresentou no Palco Sunset. Baterista da banda na ocasião, Jonas Cáffaro, ainda se emociona ao lembrar do show.

Um dos momentos mais especiais dessa edição foi o concerto em tributo a Legião Urbana. A apresentação foi embalada pelos músicos da Orquestra Sinfônica Brasileira. O conjunto sinfônico se tornou presença garantida nas aberturas do evento, o que é motivo de orgulho para a vice-presidente da Fundação OSB, Ana Flavia Cabral.

Para o idealizador do evento, o empresário Roberto Medina, o Rock in Rio tem a capacidade de mobilizar os sentimentos de fãs e artistas.

Em 2001, com uma Cidade do Rock construída exatamente onde ficava a original, de 1985, a terceira edição do Rock in Rio também marcou a volta do evento após um hiato de uma década.

O início do novo milênio e a preocupação com a situação climática do planeta inspiraram a festa, agora associada a um forte projeto social. Ali surgia o lema "por um mundo melhor". 

Logo no primeiro dia de show, em janeiro, três badaladas em um sino anunciavam três minutos de silencio, em que rádio e TV no Brasil apresentaram uma reflexão sobre o futuro.

Mais de 1 milhão de pessoas acompanharam as apresentações de 150 artistas. Além do Palco Mundo, o público ainda pôde curtir três tendas de cultura e arte com ritmos variados: músicos nacionais na Tenda Brasil, world music na Tenda Raízes e exposições na Tenda Mundo Melhor.

O evento, transmitido pela primeira vez na Internet, marcou a estreia de shows de grandes nomes no Brasil, como Foo Fighters, R.E.M e Nei Young. Outros momentos marcantes foram as apresentações de Cássia Eller, Ira, Ultraje a Rigor e Iron Maiden, que foram lançadas em DVD.

A curiosidade ficou por conta da prisão do baixista Nick Oliveri, do Queens Of Stone Age, detido após determinação judicial por ter subido ao palco nu.

Uma das principais bandas do rock nacional, o Sepultura marcou presença na terceira edição do evento. Guitarrista da banda, Andreas Kisser tem uma história que se confunde com a do Rock in Rio.

A segunda edição do festival, realizada em 1991 e que comemora 30 anos, também foi marcada por superação de desafios. A começar pela busca por um local para receber o evento.

Intrigas políticas causaram a demolição da primeira Cidade do Rock. Com isso, o festival ganhou o abrigo do Maracanã. O templo do futebol teve rock n' roll, pop, soul, MPB e rap. Quem marcou presença foi Supla. Santista e apaixonado pelo futebol, o cantor lembra com carinho da apresentação.

Para poder abrigar a festa, o estádio passou por modificações, com três mil refletores, sendo que 480 eram faróis de avião. O gramado foi adaptado e o público também ocupou as arquibancadas.

A banda Roupa Nova foi uma das que se apresentou no festival. Para o guitarrista Kiko, uma sensação única.

Ao longo de nove dias de shows, 700 mil pessoas lotaram o Maraca. O festival quebrou o recorde mundial de pagantes em um evento durante o show do A-ha: 198 mil espectadores. Além da banda norueguesa, o evento também contou com Guns N' Roses, Prince, Megadeth, George Michael e outros.

  • Ivete Sangalo na edição de 2011
  • Show do Skank em 2011
  • Visão aérea do festival de 1991
  • Ivete Sangalo e Shakira dividem palco em 2011
  • Prince faz show em 1991
  • Capital Inicial na edição de 2011
  • Stevie Wonder em 2011
  • Coldplay foi uma das atrações principais de 2011
  • Shakira foi uma das atrações principais de 2011
  • Queima de fogos da edição de 2011
  • Vista da plateia em 2001
  • Edição de 2001 do Rock in Rio
  • Público em 2011
  • Red Hot Chilli Pepers em 2001
  • NSYNC na edição de 2001
  • Ivete Sangalo na edição de 2011
  • Show do Skank em 2011
  • Visão aérea do festival de 1991
  • Ivete Sangalo e Shakira dividem palco em 2011
  • Prince faz show em 1991
  • Capital Inicial na edição de 2011
  • Stevie Wonder em 2011
  • Coldplay foi uma das atrações principais de 2011
  • Shakira foi uma das atrações principais de 2011
  • Queima de fogos da edição de 2011
  • Vista da plateia em 2001
  • Edição de 2001 do Rock in Rio
  • Público em 2011
  • Red Hot Chilli Pepers em 2001
  • NSYNC na edição de 2001
  • Ivete Sangalo na edição de 2011
  • Show do Skank em 2011
  • Visão aérea do festival de 1991
  • Ivete Sangalo e Shakira dividem palco em 2011
  • Prince faz show em 1991
  • Capital Inicial na edição de 2011
  • Stevie Wonder em 2011
  • Coldplay foi uma das atrações principais de 2011
  • Shakira foi uma das atrações principais de 2011
  • Queima de fogos da edição de 2011
  • Vista da plateia em 2001
  • Edição de 2001 do Rock in Rio
  • Público em 2011
  • Red Hot Chilli Pepers em 2001
  • NSYNC na edição de 2001
NEWSLETTER
OU