TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Fiocruz deve começar a produzir IFA de vacina contra a Covid-19 até início de junho - Editoriais - Band News FM

Vacinação

Texto:
+
-

Fiocruz deve começar a produzir IFA de vacina contra a Covid-19 até início de junho

A produção brasileira do insumo foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária na última sexta-feira (30)

Por Gabriela Morgado, às 22:19 - 03/05/2021

00:00 / 00:00

A instituição espera entregar em outubro ao Ministério da Saúde cerca de 15 milhões de doses (Foto: Divulgação/Fiocruz)

A Fundação Oswaldo Cruz deve começar a produzir o Ingrediente Farmacêutico Ativo da vacina de Oxford/Astrazeneca entre o final de maio e início de junho. A produção brasileira do insumo foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária na última sexta-feira (30).

Segundo Mauricio Zuma, diretor de Bio-Manguinhos, unidade da Fiocruz responsável pela produção das vacinas, a instituição está em fase final de fechamento do contrato e deve receber os bancos de células da AstraZeneca ainda em maio. A produção do IFA leva cerca de 45 dias, mas, de acordo com Zuma, os insumos ainda precisam passar por etapas regulatórias e de testes.

A instituição espera entregar em outubro ao Ministério da Saúde cerca de 15 milhões de doses do imunizante produzidas no Brasil, que é a quantidade que a instituição espera produzir por mês após a primeira remessa.

Para Zuma, a produção do insumo no Brasil gera independência em relação ao mercado internacional de vacinas e a possibilidade de melhorias nos imunizantes.

Ainda segundo Zuma, o preço da vacina que será produzida pela Fiocruz é metade do cobrado por outros imunizantes, o que vai permitir uma economia pelo Governo Federal de cerca de R$ 2,7 bilhões a cada 100 milhões de doses.

Até que as primeiras doses de IFA produzidas pela Fiocruz sejam entregues, a instituição vai envasar o insumo importado. Mas o contrato atual prevê a chegada de IFA e produção apenas até julho. Por isso, de acordo com Zuma, a Fiocruz busca novos acordos para a importação do insumo, que permita a produção de vacinas em agosto e setembro.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU