TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Jairinho era chamado de monstro por familiares de ex-namorada, diz funcionária da família da antiga companheira - Editoriais - Band News FM

Polícia

Texto:
+
-

Jairinho era chamado de monstro por familiares de ex-namorada, diz funcionária da família da antiga companheira

A BandNews FM conversou com Valéria Batalha, que trabalhou com a família de Débora Saraiva

Por Marcus Sadok e Julia Kallembach, às 14:51 - 17/04/2021

00:00 / 00:00

Os investigadores esperam encerrar o inquérito na próxima sexta-feira (Foto: Reprodução | Portal Band)

Além de torturar e matar o menino Henry, o vereador Jairinho também é acusado de agressões contra outras duas crianças, que foram enteadas do parlamentar. Em depoimento, uma ex-namorada, Débora Dello Saraiva confirmou, que além de ser agredida por Jairinho, o filho dela, hoje, com oito anos, também era vítima da violência do vereador.

A BandNews FM conversou com Valéria Batalha, que foi funcionária de Débora e trabalhou com a família dela entre 2012 e 2017. Atualmente, ela mora na itália, mas lembra de pelo menos quatro episódios de agressão contra a criança. Ela conta que em uma das ocasiões, o menino ficou com o rosto muito machucado e teve que ficar internado uma semana. Ainda segundo Débora, os familiares sabiam das agressões e Jairinho era chamado de monstro.

Uma outra ex-namorada também denunciou que a filha sofria agressões do vereador. Em depoimento, ela contou que o parlamentar teria jogado a cabeça da menina contra um painel de um carro e em outro episódio teria afogado a garota na piscina.

Os investigadores esperam encerrar o inquérito na próxima sexta-feira com o indiciamento de Monique e Jairinho por homicidio duplamente qualificado. Ainda há a possibilidade de um novo depoimento da mãe do menino.

Na próxima quinta-feira, Jairinho e Monique devem deixar o isolamento na cadeia, por causa da pandemia de covid-19 e passarão para o convívio com os outros presos.

NEWSLETTER
OU