TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Justiça decide manter prisão do homem que foi capturado durante um patrulhamento da PM no Salgueiro - Editoriais - Band News FM

Justiça

Texto:
+
-

Justiça decide manter prisão do homem que foi capturado durante um patrulhamento da PM no Salgueiro

Tiago Marques de Oliveira é acusado pela PM de ser traficante e de ter trocado tiros com agentes

Por Rafaela Cascardo, às 19:23 - 02/08/2021

00:00 / 00:00

Tiago foi levado ao hospital pelos PMs (Foto: Redes Sociais)

Após audiência de custódia realizada nesta segunda-feira (02), a Justiça do Rio decidiu manter a prisão do homem que foi capturado durante um patrulhamento da Polícia Militar no Morro do Salgueiro, na Zona Norte, no sábado passado (31).

Tiago Marques de Oliveira é acusado pela PM de ser traficante e de ter trocado tiros com agentes. Só que a família dele apresentou à Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio a carteira de trabalho de Tiago, o uniforme da empresa onde ele trabalha, o contracheque, o crachá e a folha de ponto, que mostra inclusive que ele trabalhou durante toda a semana passada. Os documentos também foram apresentados à Polícia. Além disso, parentes de Tiago afirmam que ele sequer morava na comunidade, mas sim, em Madureira, e que só tinha ido ao local para buscar uma cesta básica.

Muito emocionado, o pai de Tiago, Ronaldo de Oliveira, pede a liberdade do filho.

Quatro pessoas foram baleadas no confronto. De acordo com a PM, 3 seriam bandidos, entre eles Tiago, e o chefe do tráfico na comunidade, que morreu. Uma adolescente de 14 anos, que é inocente, foi atingida na perna, mas passa bem. Pelo menos outras duas pessoas foram feridas apenas por estilhaços. Uma delas foi o primo de Thiago, Leonardo Leite. Ele conta que Tiago e ele foram levados ao hospital pelos PMs, mas só depois perceberam que Tiago estava sob custódia.

Segundo a Polícia Militar, o tiroteio começou porque agentes que faziam um patrulhamento de rotina teriam sido atacados por traficantes. Mas os moradores informaram que os policiais estavam em tocaia há horas, numa prática conhecida como tróia, e atiraram quando viram suspeitos na região.

Imagens gravadas por moradores mostram que houve confusão depois do tiroteio.Um blindado da Polícia Militar foi acionado.

A PM disse que abriu um inquérito policial militar. A Polícia Civil disse que investiga o caso, mas não comentou o relato da família, que alega que o homem é inocente.

NEWSLETTER
OU