TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
MP e Defensoria notificam Cedae após falhas no fornecimento de água em bairros do Rio e em Nilópolis - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

MP e Defensoria notificam Cedae após falhas no fornecimento de água em bairros do Rio e em Nilópolis

Problema no abastecimento começou após um defeito em uma das bombas da Elevatória do Lameirão, na Zona Oeste

Por Caroline Lacerda, às 23:10 - 26/11/2020 | Atualizado às 23:14 - 26/11/2020

00:00 / 00:00

A Cedae orientou que a população use a água apenas para tarefas essenciais. (Foto: Agência Brasil)

O Ministério Público e a Defensoria Pública notificaram a Cedae e cobram informações sobre as medidas tomadas para corrigir as falhas no fornecimento de água em vários bairros do município do Rio e de Nilópolis, na Baixada Fluminense.

O problema no abastecimento começou após um defeito em uma das bombas da Elevatória do Lameirão, na Zona Oeste. Técnicos detectaram um problema em uma das peças, o que reduziu o funcionamento para 75%.

Segundo o coordenador do Núcleo de Defesa do Consumidor da Defensoria Pública, Eduardo Tostes, a Cedae tem sido alvo de várias ações civis públicas que preveem multas por descumprimento de decisão.

Com a torneira seca e tendo que encher baldes de água para usar em casa, uma moradora de Vila Isabel, na Zona Norte, que pediu para não ser identificada, lamenta que a conta com vencimento em janeiro já tenha chegado, apesar do problema.

Além dos ofícios, nesta quinta-feira (26) também foi realizada uma reunião emergencial com representantes da Cedae, do MP, da Defensoria e pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz e da Universidade Federal Fluminense. O objetivo foi entender melhor a extensão do problema e buscar soluções.

A Cedae se comprometeu a manter um canal aberto com os órgãos e formalizou a implantação de um Gabinete de Crise para tratar os assuntos relacionados ao serviço na Elevatória do Lameirão.

Nota da Cedae:

"A Diretoria da Cedae se reuniu nesta quinta-feira (26/11) com membros do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), da Defensoria Pública e da comunidade acadêmica para prestar esclarecimentos sobre o serviço emergencial que está sendo executado na Elevatória do Lameirão. Na ocasião, foram detalhadas as medidas adotadas pela Cedae para minimizar os impactos do abastecimento nos municípios do Rio e de Nilópolis até que o reparo naquela unidade seja concluído.

A Cedae se comprometeu a manter um canal aberto com os órgãos sobre o andamento do reparo e o que vem sendo feito para reduzir os impactos para a população nas duas cidades. Na reunião também foi formalizada a implantação de Gabinete de Crise pela Companhia para tratar de todos os assuntos relacionados ao serviço na Elevatória do Lameirão."

NEWSLETTER
OU