TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Novas regras de combate à Covid-19 no Rio terão ‘fiscalização por amostragem’ - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

Novas regras de combate à Covid-19 no Rio terão ‘fiscalização por amostragem’

Entre as medidas anunciadas, está a proibição de beber em pé ou circular entre mesas de restaurantes em áreas de alto risco para Covid-19

Por Thaiana de Oliveira, às 21:32 - 13/01/2021 | Atualizado às 21:53 - 13/01/2021

A fiscalização dos estabelecimentos comerciais terá início nesta sexta-feira (15) (Foto: Tânia Rego/Agência Brasil)

A partir de sexta-feira (15), a Prefeitura do Rio vai começar a fiscalização em estabelecimentos comerciais para verificar se as novas medidas restritivas para a cidade estão sendo cumpridas.

De acordo com o decreto publicado nesta quarta-feira (13) no Diário Oficial, está proibido beber em pé ou circular entre as mesas de restaurantes que ficam nas áreas onde há risco alto de contaminação pela Covid-19.

Já as boates permanecem abertas, mas sem pistas de dança, em toda a cidade.

O secretário municipal de saúde, Daniel Soranz, explica que a fiscalização será por amostragem.

Inicialmente, foi anunciado que a presença do público em estádios e ginásios esportivos estaria autorizada. Mas, horas depois, o prefeito do Rio voltou atrás.

Eduardo Paes disse que decidiu revogar a decisão porque não teria como fiscalizar o cumprimento da regra.

Para o médico Mario Dal Poz, professor do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado, a decisão foi correta.

Na prática, para os jogos de futebol, a medida só valeria para o Campeonato Carioca, já que a CBF e a Conmebol definiram que o Brasileirão e a final da Libertadores, no Maracanã, não vão ter presença de público.

A partir de agora, as restrições vão ser estabelecidas por regiões administrativas do Rio, de acordo com os três níveis de classificação de risco de contaminação, como divulgado na sexta-feira passada (8).

Nas áreas com nível Moderado, o de menor gravidade da escala, o limite de público nos estádios seria de 20% da capacidade máxima. Já no nível Alto, apenas 10%, e, quando o risco estivesse Muito Alto, não seria permitida a presença de torcida.

De acordo com o último boletim divulgado pela Prefeitura, 18 das 33 regiões administrativas da cidade, estão na faixa de risco Alto de contaminação pela doença. Quinze estão em situação Moderada e nenhuma está no nível Muito Alto.

NEWSLETTER
OU