TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Pesquisa da FGV aponta redução de 9,4% na renda do brasileiro durante a pandemia - Editoriais - Band News FM

Economia

Texto:
+
-

Pesquisa da FGV aponta redução de 9,4% na renda do brasileiro durante a pandemia

Segundo o estudo, a queda foi desigual e afetou principalmente a metade mais pobre da população

Por Pedro Dobal*, às 21:57 - 09/09/2021

00:00 / 00:00

O levantamento revela que a inflação ajudou a impulsionar a desigualdade (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A renda individual média do brasileiro teve uma redução de 9,4% na comparação com o fim de 2019. A conclusão é de um estudo do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas divulgado nesta quinta-feira (9).

Segundo a pesquisa, a queda foi desigual e afetou principalmente a metade mais pobre da população, que sofreu uma redução de 21,5% na renda per capita. No mesmo período, os 10% mais ricos perderam cerca de 7% da renda individual.

Os principais motivos apontados para a queda na renda dos brasileiros são o aumento do desemprego e do desalento, a desistência de procurar trabalho. A aceleração da inflação e a redução da jornada de trabalho também puxaram para baixo a remuneração dos trabalhadores.

Um dos grupos mais atingidos foi o dos idosos, com uma perda de 14%, já que boa parte precisou se retirar do mercado de trabalho devido à maior fragilidade durante a pandemia. O estudo também destaca a queda de quase 16% na renda dos cônjuges que fizeram jornada dupla, trabalhando e cuidando dos filhos.

O economista e diretor do FGV Social, Marcelo Neri, explica que o país passa por um momento de estagflação, com um cenário de estagnação econômica e inflação em alta.

O levantamento revela que a inflação ajudou a impulsionar a desigualdade. Enquanto o preço dos produtos consumidos pelos mais ricos aumentou 7% em um período de 12 meses, a inflação dos mais pobres chegou a 10%.

Também houve crescimento no número de pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza. Antes da pandemia, um em cada 10 brasileiros viviam com menos de R$ 261. Durante a distribuição do Auxílio Emergencial de R$ 600, esse número caiu para menos de 5%, mas chegou a cerca de 13% em abril deste ano.

*Estagiário sob supervisão de Isabele Rangel

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU