TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Prefeitura vai definir se moradores vão poder retornar aos imóveis na Muzema no fim de janeiro - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

Prefeitura vai definir se moradores vão poder retornar aos imóveis na Muzema no fim de janeiro

Mais de 90% dos moradores já deixaram as residências. Após vistoria e desocupação completa, o Executivo vai fazer testes estruturais nos locais

Por Pedro Antonio Guimarães, às 10:39 - 22/01/2020 | Atualizado às 12:38 - 22/01/2020

Os moradores tiveram até esta terça-feira (21), para deixarem os imóveis (Foto: Agência Brasil)

A Prefeitura do Rio de Janeiro vai definir até o fim do mês se os moradores podem retornar aos imóveis no Condomínio Figueiras do Itanhangá, na Muzema, na Zona Oeste.

Segundo a Secretaria de Infraesturtura, mais de 90% dos moradores já deixaram as residências. O prazo venceu nesta terça-feira (21). O órgão informou que alguns móveis ainda ficaram em unidades, mas devem ser retirados ainda nesta quarta-feira (22).

As demolições foram autorizadas pela Justiça em julho do ano passado. Após vistoria e desocupação completa, a Prefeitura vai fazer testes estruturais no local. Os vereadores Thiago K. Ribeiro, do MDB, e Reimont, do PT, estiveram no local. O petista afirmou que os moradores estão preocupados com um edital para demolição publicado no Diário Oficial no último dia 10, no valor de R$ 3,2 milhões.

A Prefeitura respondeu que processo foi adiantado para garantir a agilidade caso haja condenação das construções, caso contrário, a licitação vai ser revogada sem prejuízo aos cofres públicos. Na segunda-feira (20), os representantes das 70 famílias que moram nos edifícios esperavam uma reunião com o secretário responsável pela pasta, Sebastião Bruno, mas não foram recebidos.

Dois prédios desabaram em um conjunto habitacional na comunidade, em abril do ano passado, deixando 24 mortos. Logo depois da tragédia, cinco estruturas condenadas pelos técnicos foram demolidas. A Prefeitura informou que, em caso de condenação dos prédios, vão receber auxílio habitacional temporário apenas as famílias que têm o perfil socioeconômico exigido para o benefício. Pelas leis federal e municipal, o aluguel social é concedido a famílias com renda bruta mensal de até R$1.800,00.

NEWSLETTER
OU