TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Presidente do Vasco afirma que pretende reduzir dívida do clube em cerca de R$ 200 milhões até o final do ano - Editoriais - Band News FM

Vasco

Texto:
+
-

Presidente do Vasco afirma que pretende reduzir dívida do clube em cerca de R$ 200 milhões até o final do ano

Apesar de ressaltar a importância da reestruturação financeira, Jorge Salgado reconheceu que o futebol está devendo

Por Gustavo Sleman, às 19:24 - 03/11/2021

00:00 / 00:00

Vasco precisa vencer todas as seis partidas restantes e fazer contas para voltar à elite (Foto: Jorge Porci/Divulgação)

O presidente do Vasco afirma que pretende reduzir em cerca de R$ 200 milhões a dívida do clube até o final do ano. Durante agenda nesta quarta-feira (3), Jorge Salgado falou sobre os desafios do trabalho para reestruturar o Cruz-Maltino financeiramente fora dos gramados e sobre as dificuldades do time em tentar o acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro.

Na entrevista coletiva, foi apresentado o novo feito acordo entre o Vasco e a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. Por meio da transação tributária, prevista em lei federal, o clube carioca obteve 50% de desconto para débitos. 

Ao todo, o Gigante da Colina incluiu R$ 276 milhões em dívidas na renegociação. Com o acordo, o valor vai cair para R$ 138 milhões, sendo que esse saldo vai parcelado entre cinco e dez anos.

De acordo com o vice-presidente de finanças, Adriano Mendes, os valores das parcelas aumentam à medida que o clube passa a ter mais poder de pagamento. O acordo pode rescindido em caso de atraso de três parcelas consecutivas ou seis alternadas.

Sem nunca ter figurado durante toda Série B no G-4 que dá acesso a primeira divisão do Brasileirão, o Vasco precisa vencer todas as seis partidas restantes da competição e fazer contas para voltar à elite. 

Apesar de ressaltar a importância da reestruturação financeira, o presidente Jorge Salgado reconheceu que o futebol está devendo. 

Além do acordo com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, o Vasco também apresentou um plano do Regime Centralizado de Execuções para as dívidas trabalhistas e cíveis. Caso seja aprovado, o Cruz-Maltino pode reduzir sua dívida em até R$ 230 milhões até o fim de 2021.

NEWSLETTER
OU