TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Representantes da Associação Cultural Memorial do Holocausto participam de audiência sobre obelisco de quase 20 metros - Editoriais - Band News FM

Justiça

Texto:
+
-

Representantes da Associação Cultural Memorial do Holocausto participam de audiência sobre obelisco de quase 20 metros

Mas, a polêmica nada tem a ver com o conteúdo, mas com o lugar onde o obelisco foi construído

Por Mariana Procopio, às 19:25 - 04/10/2021

No próximo dia 13, representantes da Associação Cultural Memorial do Holocausto e do Ministério Público Federal participam de uma audiência de conciliação sobre a polêmica envolvendo o obelisco de quase 20 metros de altura, construído no Morro do Pasmado, na Zona Sul do Rio. A obra de quase 20 metros, que faz uma homenagem às vítimas do Holocausto, deve ser concluída até o fim do ano. O monumento tem dez blocos, representando os mandamentos e na base a inscrição: Não matarás.

Mas, a polêmica nada tem a ver com o conteúdo, mas com o lugar onde o obelisco foi construído. O Morro do Pasmado tem vista para Baía de Guanabara e Pão de Açúcar de um lado, e Corcovado de outro, cartões postais do Rio. O Ministério Público Federal argumenta que o monuimento interfere na paisagem da cidade, tombada pela Unesco. Por isso, o MPF pede que a construção seja interrompida. Além disso, o órgão quer a demolição do que já está pronto.

Para a vice-presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro, Noêmia Barradas, o monumento fere à legislação 

O presidente da Associação Cultural Memorial do Holocausto, Alberto Klein, afirma que o monumento só foi construído depois de obter todas as licenças.

Embaixo do obelisco, está sendo construído um memorial em homenagem às vítimas do Holocausto que será aberto à visitação. A área foi cedida pela Prefeitura, ainda na gestão de Marcelo Crivella, à Associação Cultural Memorial do Holocausto, que bancou toda obra além da revitalização do espaço antes degradado.

NEWSLETTER
OU